Olhar

de soslaio

De tanto contemplar o sol

Suas pétalas viraram raios

Passou a se apagar de noite

E a despertar de soslaio

Dizem as florais línguas

"Ela bronzeia o jardineiro"

Mas é que o coitado cora

Ao vê-la e sentir seu cheiro

Se o tempo está nublado

Mais brilha e o jardim clareia

Sua luminosidade é de praia

Céu claro, mar, ondas e areia