Buscar
  • Yuri Felix Araujo

Alma em harmonia

A fotografia em que uma borboleta pousa em sua mão chamou a atenção do artista para a mulher que se mostrou em diversas cenas de seu cotidiano, registrado nas redes sociais, uma harmonia com animais e outros elementos naturais, refletindo comunhão em amor com o Criador, o nosso Deus. A musa mexeu com o coração do artista e gerou poemas e pinturas.

BORBOLETA NA MÃO


Em ziguezague e voos rasantes

A borboleta parece avoada

Mas trata-se de flor alada

Acerta sempre, mais adiante

Não há engano, mas identidade

A borboleta sabe o que é flor

Não pousa em mãos humanas

A não ser que, com floral saudade

Acha uma alma perfumada de amor


A MOÇA E O GATO

Se meus olhos não andassem por aí

Não teria se aninhado como um gato

Em visão tão terna e calorosa

Seria este mais um poema sobre rosa

Ninguém nunca me teria contado

Como descrever um conjunto assim?

Notas musicais em plena melodia

Dois seres, como palavras em poesia

Nem um buquê, nem mesmo um jardim


A MOÇA E O GATINHO

A moça e o gatinho

Delicada pintura

Não a rústica obra

Do pincel que decora

Mas a cena de candura

Onde o poeta atinou

Tintas de escrever segredo

Tenras cores de aconchego

Terra Siena, ocre puro

Amarelo cromo escuro

Vocabulário de pintar sossego

Parece ninho de passarinho

Esse doce e belo apego


REVELA A RAINHA

Devo ser justo e muito grato A borboleta não decepcionou Tendo apontado tanta bondade Mostrou que sabe o que é flor

O perdão é doação de liberdade A compreensão, mais ainda doa Além da generosidade de amar Revela o quanto rainha é a leoa

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo