Buscar
  • Yuri Felix Araujo

Pelo amor de Deus

Só Deus satisfaz a sede de justiça

e a necessidade de amor.

Não ponho, portanto, em flores

nem nos humanos amores

minha esperança de ser amado.

Amados por Deus, temos, assim,

amor sem fim para dar e semear.

Para receber, colher, contudo,

nunca esperemos das pessoas.

Não é que elas não são confiáveis,

é que são como nós, falháveis.

Mas podemos semear o amor

com esperança de generosa colheita.


Sim, eu espero pelo amor

e pela doçura de uma convivência

sincera, suave e amorosa,

mas espero apenas em Deus.

Se eu depositar em alguém

essa expectativa, vou me frustrar

e, por vezes, teria e deixaria escapar

alguma amargura do meu coração,

e acabaria produzindo mágoas.

Ninguém deve me amar

e nem suportaria ter esse encargo

por obrigação ou constrangimento

originada dos meus desejos.


Em oposição a isso, contudo,

não por rebeldia ou por capricho,

minha poesia tateia corações

e parece esperar amor humano.

Mas é própria da poesia

essa leve e afável pescaria,

com anzóis de acalantos

e varas de maleabilidades verbais.

Se a alma se derrama em poesia,

ela é verdadeira, pois denuncia

que dependemos muito do amor.

Mas é importante sempre lembrar

que só em Deus podemos esperar.


#amor #poesia #poema #ObrigadoSenhor



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo